‘Não troco minha dignidade pela minha liberdade’, diz Lula à Lava Jato - Mg Noticias.net

Mg Noticias.net

Aqui você fica bem informado!

Post Top Ad

‘Não troco minha dignidade pela minha liberdade’, diz Lula à Lava Jato

‘Não troco minha dignidade pela minha liberdade’, diz Lula à Lava Jato

Share This
Foto: Izis Moacyr/ bahia.ba
Preso no âmbito da Lava Jato, o ex-presidente Lula (PT) divulgou nesta segunda-feira (30) uma carta destinada a procuradores da operação, na qual diz não aceitar “barganha” de seus direitos para deixar a prisão.


“Não troco minha dignidade pela minha liberdade. Quero que saibam que não aceito barganhar meus direitos e minha liberdade”, afirmou. O documento é uma resposta ao pedido que a força-tarefa fez à Justiça Federal, solicitando que o petista seja encaminhado para progressão de regime.

Lula está preso desde abril de 2018, tendo cumprido um sexto da pena por corrupção e lavagem de dinheiro no caso tríplex, principal requisito para que ele saia do regime fechado de prisão. Ele foi condenado em segunda instância a 12 anos e um mês de prisão.

Em documento protocolado na  sexta-feira (27), a equipe da Lava Jato afirma que Lula já cumpre as condicionantes para que progrida de regime. A recomendação, assinada pelos 15 procuradores do grupo de Curitiba, incluindo o coordenador Deltan Dallagnol, está sendo avaliada pela juíza Carolina Lebbos, responsável por administrar o dia a dia do cumprimento da pena.

Na carta desta segunda, Lula afirma que “tudo que os procuradores da Lava Jato realmente deveriam fazer é pedir desculpas ao povo brasileiro, aos milhões de desempregados e à minha família, pelo mal que fizeram à democracia, à Justiça e ao país”.

“Já demonstrei que são falsas as acusações que me fizeram. São eles e não eu que estão presos às mentiras que contaram ao Brasil e ao mundo”, afirma.

O ex-presidente também diz em seu comunicado que, diante das “arbitrariedades” cometidas pelos procuradores da Lava Jato e pelo ex-juiz Sergio Moro, atual ministro da Justiça do governo Jair Bolsonaro, “cabe agora à Suprema Corte corrigir o que está errado, para que haja Justiça independente e imparcial”.

“Tenho plena consciência das decisões que tomei nesse processo e não descansarei enquanto a verdade e a Justiça não voltarem a prevalecer”, disse Lula. Com informações da Folha de S. Paulo.

Nenhum comentário:

Post Bottom Ad