Drogas para modificar doenças reumáticas podem ajudar mais de 12 milhões de brasileiros - Portal Mg Noticias

Portal Mg Noticias

Aqui você fica bem informado!

About Me

Post Top Ad

Responsive Ads Here
Drogas para modificar doenças reumáticas podem ajudar mais de 12 milhões de brasileiros

Drogas para modificar doenças reumáticas podem ajudar mais de 12 milhões de brasileiros

Share This
Drogas para modificar doenças reumáticas podem ajudar mais de 12 milhões de brasileiros
                               Foto: Reprodução / R7
Atigindo mais de 12 milhões de brasileiros, a batalha para lidar com as doenças reumáticas podem estar perto de ter uma nova ajuda. De acordo com o presidente da Sociedade Brasileira de Reumatologia, José Roberto Provenza. O foco das pesquisas são as drogas modificadoras do curso da doença.



Esse foi um dos temas abordados durante a Jornada Rio-São Paulo de Reumatologia realizado de 14 a 16 de março em São Paulo. “Existem as drogas que combatem os sintomas das doenças, que são os analgésicos, os anti-inflamatórios e os corticoides, e as drogas que mudam o curso da doença, capazes de interferir antes que ocorra o processo inflamatório”, explica.



Para o reumatologista, esta é principal inovação na área. Além da importância do tratamento multidisciplinar, que envolve fisioterapeutas, nutricionistas e psiquiatras, uma vez que, gerando dor crônica, as doenças reumáticas acabando levando à depressão, segundo Provenza. Ainda de acordo com informações do R7, as drogas modificadoras do curso da doença (DMCD) inibem a atuação das citocinas, envolvidas no processo inflamatório, impedindo a progressão da doença. Entre as enfermidades mais comuns está a artrose.



Além dela, tem-se a artrite idiopática juvenil e febre reumática na infância e adolescência, a artrite reumatoide entre mulheres de 35 a 45 anos, a artrose a partir dos 60 anos, tanto em homens quanto em mulheres, e a gota, em homens, segundo a Sociedade Brasileira de Reumatologia. Nos Estados Unidos, a gota afeta 4% dos homens, ainda de acordo com o órgão.

Nenhum comentário:

Pages