Corpo encontrado com sinais de tortura em Pernambués pode ser de suspeito de matar criança com foice - Mg Noticias.net

Mg Noticias.net

Aqui você fica bem informado!

Post Top Ad

Corpo encontrado com sinais de tortura em Pernambués pode ser de suspeito de matar criança com foice

Corpo encontrado com sinais de tortura em Pernambués pode ser de suspeito de matar criança com foice

Share This

 Por: Reprodução/ Acorda Cidade

Um homem foi morto, na tarde desta quinta-feira (22), no bairro de Pernambués, em Salvador. Segundo informações preliminares, o corpo pode ser do suspeito de matar uma criança de 11 anos em feira de Santana, localizado a cerca de 100 km da capital baiana, com golpes de foice.


As primeiras informações são de que o homem estaria com as mãos amarradas e teria sido torturado antes do homicídio. O suspeito teria sido liberado há três meses no sistema prisional em Salvador.


Procurada, a Políci Civil afirmou que as equipes estão realizando diligências e o suspeito não foi preso. "O DHPP ainda não tem a identificação da vítima de homicídio de Pernambués e, consequentemente, não há como saber se é o autor do crime de Feira", afirmou em nota.


Em entrevista à Record TV Itapoan, o delegado Felipe Ghiraldelli afirmou que ainda não há confirmação de que o corpo encontrado em Pernambués seja do suspeito de matar o menino. O delegado contou que as características físicas dos homens podem ser parecidas, mas ainda não existe a identificação oficial.


O corpo do homem foi enviado ao Instituto Médico legal (IML) para identificação.


Crime


O corpo da criança de 11 anos foi encontrado com ferimentos na cabeça que indicavam golpes de foice em um matagal na Fazenda Caldeirão, na localidade Água Branca, no distrito Maria Quitéria, em Feira de Santana, a 116 km de Salvador,  nesta quarta-feira (21).


O delegado Felipe Ghiraldelli informou que o garoto foi morto durante um assalto. O acusado levou um celular e uma carteira com cerca de R$ 300.


”A criança havia saído de casa cedo com o objetivo de procurar algumas cabras que seriam de alguns dos parentes dele. Ele estava no matagal com um aparelho celular e aproximadamente R$ 300 em dinheiro em uma carteira marrom, e não apareceu mais. Posteriormente, o suspeito do crime foi até a residência onde mora, com a roupa com marcas de sangue, com o celular e o dinheiro em mãos. Imediatamente foi possível inferir que ele teria envolvimento com o crime. A nossa equipe levantou as informações e identificou o suspeito. Foram realizadas várias buscas, ouvimos familiares e agora nós buscamos o autor”, informou o delegado.

Nenhum comentário:

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();

Post Bottom Ad