Condenado pela morte da filha, Nardoni deixa presídio pela 1ª vez em ‘saidinha’ do Dia dos Pais - Mg Noticias.net

Mg Noticias.net

Aqui você fica bem informado!

Post Top Ad

Condenado pela morte da filha, Nardoni deixa presídio pela 1ª vez em ‘saidinha’ do Dia dos Pais

Condenado pela morte da filha, Nardoni deixa presídio pela 1ª vez em ‘saidinha’ do Dia dos Pais

Share This
Condenado pela morte da filha Isabella, Alexandre Nardoni deixou a P2 de Tremembé (SP) na manhã desta quinta-feira (8) para a saída temporária de Dia dos Pais. No regime semiaberto desde o fim de abril, essa é a primeira vez que Nardoni é beneficiado com a ‘saidinha’.
O detento deixou a unidade em uma caminhonete branca com vidros escuros por volta 8h desta quinta-feira. Alexandre Nardoni entrou no veículo ainda dentro do presídio, enquanto os outros presos com o benefício saíram a pé da P2. A Mitsubishi L200 Triton está registrada no nome da empresa da família de Nardoni.
Condenado pela morte da filha, Alexandre Nardoni deixa presídio em saidinha do Dia dos Pais — Foto: Camilla Motta/G1
Condenado pela morte da filha, Alexandre Nardoni deixa presídio em saidinha do Dia dos Pais — Foto: Camilla Motta/G1
O número de detentos com o benefício na P2 não foi informado pela Secretaria da Administração Penitenciária (SAP). Os presos da unidade devem retornar ao presídio até a próxima quarta-feira (14) às 17h.
Alexandre Nardoni foi condenado a 30 anos de prisão pela morte da filha Isabella Nardoni. Ele está preso na P2 de Tremembé desde 2008. Ele obteve a progressão ao regime semiaberto em abril, após a Justiça considerar que ele tem bom comportamento na prisão. O detento pleiteava o regime mais brando desde setembro de 2018.
Também condenada pelo crime, a esposa de Alexandre, Anna Carolina Jatobá, está no regime semiaberto desde 2017. Nesta quinta-feira, ela deixou a Penitenciária feminina Santa Maria Eufrásia Pelletier em Tremembé (SP) às 8h02. Ela deixou o local acompanhada da advogada em um carro de luxo.
Tanto Alexandre, quanto Anna Carolina, sempre negaram ter matado a criança, na época do crime, com cinco anos. Isabella morreu em março de 2008 após cair da janela do apartamento do pai, em São Paulo.
A P2 de Tremembé é conhecida por abrigar presos de casos de grande repercussão. Cristian Cravinhos, condenado pela morte dos pais de Suzane Richthofen, e Lindemberg Fernandes, que matou a então namorada Eloá, cumprem pena no local.
Anna Carolina Jatobá deixou a Penitenciária feminina Santa Maria Eufrásia Pelletier em Tremembé (SP) — Foto: Luiza Veneziani/G1
Anna Carolina Jatobá deixou a Penitenciária feminina Santa Maria Eufrásia Pelletier em Tremembé (SP) — Foto: Luiza Veneziani/G1
Suzane von Richthofen deixa prisão para saidinha temporária de Dia dos Pais — Foto: Luiza Veneziani/G1
Suzane von Richthofen deixa prisão para saidinha temporária de Dia dos Pais — Foto: Luiza Veneziani/G1

Suzane von Richthofen

Condenada a 39 anos de prisão por matar os pais, Suzane von Richthofen deixou a P1 feminina de Tremembé por volta das 8h02 desta quinta-feira. Ao sair da prisão, uma mulher a ajudou a entrar em um carro branco, que a esperava desde 7h, para deixar o local.
Essa é a segunda vez que Suzane deixa a prisão no ano. A detenta chegou a ser punida com a perda de três saídas temporárias após ter sido flagrada em uma festa em Taubaté na saidinha do fim do ano passado, mas a Justiça cancelou o ‘castigo’ por considerar que ela não havia infringido a regra.
Suzane von Richthofen obteve a progressão do regime fechado para o semiaberto em outubro de 2015. A primeira saída dela aconteceu em março de 2016, beneficiada pela saída temporária de Páscoa.
Autorizada pela Justiça, a detenta Elize Matsunaga que poderia deixar o presídio em saída temporária pela primeira vez não havia deixado a P1 feminina até a publicação da reportagem.

Saída temporária

O benefício de saída temporária de Dia dos Pais é concedido a cerca de 3 mil presos do sistema prisional no Vale do Paraíba. A saída começou na quarta-feira (7) e os presidiários devem voltar para a cadeia a partir do dia 13 de maio.
A maioria dos detentos liberados é do Centro de Progressão Penitenciária Edgar Magalhães Noronha (CPP – ‘antigo Pemano’). Além deles, também receberão o benefício os presos da P1 e P2 masculina de Tremembé, da P1 Feminina de Tremembé, da Potim 2 e feminina de São José.
A saída temporária é um benefício do sistema prisional aos internos que cumprem pena em regime semiaberto.
O calendário das saídas temporárias é definido pela Vara de Execuções Penais de cada região. No Vale, os presos saíam, até 2018, cinco vezes ao ano – sendo na Páscoa, Dia das Mães, Dia dos Pais, Dia das Crianças e Natal e Ano novo.
Fonte:G1

Nenhum comentário:

Post Bottom Ad