Coordenador da 4ª Coorpin pede apoio da população para encontrar ‘Júnior Cabeça’, acusado de matar topiqueiro em S. A. de Jesus - Portal Mg Noticias

Portal Mg Noticias

Aqui você fica bem informado!

About Me

Post Top Ad

Responsive Ads Here
Coordenador da 4ª Coorpin pede apoio da população para encontrar ‘Júnior Cabeça’, acusado de matar topiqueiro em S. A. de Jesus

Coordenador da 4ª Coorpin pede apoio da população para encontrar ‘Júnior Cabeça’, acusado de matar topiqueiro em S. A. de Jesus

Share This
O acusado de matar topiqueiro tem prisão preventiva decretada
O coordenador da 4ª Coorpin (Coordenadoria Regional de Polícia do Interior), Dr. Edílson Magalhães, pontuou entrevista ao repórter Joselito Fróes da Recôncavo FM sobre o andamento do caso em que Junior “Cabeça”, que já tem prisão preventiva decretada  é acusado de atropelar e matar propositalmente o topiqueiro Erivaldo Paulo de Jesus Santos no último dia 15 de março na Avenida ACM, em Santo Antônio de Jesus,
De acordo com o coordenador, as manifestações realizadas por familiares e amigos da vítima foi o que ocasionou a fuga do acusado, “tendo em vista de que já havia uma ordem de prisão em sigilo decretada, o Dr. Orlando Corsino ainda estava em fase de conclusão do inquérito, mas o acusado está com prisão preventiva decretada. Já foi dada a oportunidade de Junior ‘Cabeça’ se apresentar espontaneamente, mas o mesmo se recusa e continua foragido da Justiça. Naquela época não podíamos falar, pois a prisão estava sob sigilo. A família chegou a fazer uma manifestação, mas a prisão já havia sido pedida pela Polícia Civil, com parecer favorável do MP (Ministério Público) e o Juiz decretou a prisão no mesmo dia. Mas como a manifestação foi grande, o acusado fugiu antes, o que não ajudou. Pedimos a colaboração das pessoas para confiar no trabalho da polícia e também no da justiça. Naquela época os familiares queriam que a gente prendesse o acusado aleatoriamente, mas nós não podemos ser superiores a lei, ele cometeu o crime de forma dolosa, propositalmente, mas ainda tínhamos eu colher as provas. Nem marginais de alta periculosidade não podemos prender sem provas. Pedimos a compreensão da população em relação as manifestações, é um direito do cidadão, mas antes procurem falar com a polícia, procurem um advogado para ajudar. Algumas manifestações acabam prejudicando, porque já era para o Junior estar preso. Se todos se mantivessem quietos, ele iria se apresentar e iria ser preso devido a prisão em sigilo”, declarou.
POLÍCIA CIVIL CONFIRMA O CRIME:
Dr. Edílson confirmou que de fato, a vítima foi atropelada intencionalmente, além disto, pediu a colaboração dos cidadãos com informações sobre a localização do acusado, “na visão da polícia, o atropelo teve a intenção de matar. Mas ainda precisamos prendê-lo, para possivelmente fazer a reconstituição do crime e concluir o inquérito. Estamos agora aguardando o apoio da população. Quem souber de informações sobre o paradeiro de “Junior Cabeça” falem com qualquer policial de qualquer instituição para concluirmos o inquérito e o colocá-lo na prisão”, concluiu.
                   Redação: Voz da Bahia

Nenhum comentário:

Pages